A Morte é um tabú. Mas precisamos falar sobre isso.

Como a morte pode afetar aqueles que não estão preparados

Entenda por que não devemos tratar a morte como um tabu


A Morte nos estágios da vida.

Você com certeza já deve ter imaginado como seria a morte ou quando ela chegará, afinal, é a única certeza que temos.

A morte pode ser cruel para quem está vivo, sentindo saudade daqueles que se foram.

Mas por que será que tememos tanto a morte, se é algo do ciclo de qualquer vida?

A morte, como todos sabemos, é o fim da vida, que pode acontecer de forma natural ou precoce.

Desde criança ouvimos notícias sobre entes que faleceram, porém, de forma leve ou metafórica.

Sempre ficamos sabendo que aquele parente foi viajar para um lugar distante ou foi morar em outro país.

Ou que a pessoa está descansando no céu, “virou estrelinha” e está perto dos outros planetas.

Mas nem sempre essa é a melhor opção, já que é importante ensinar desde cedo como a morte pode ser.

Com o passar do tempo vamos aprendendo como a morte funciona, com aquela plantinha ou aquele animalzinho de estimação que morreu.

É importante demonstrar para a criança como uma perda pode afetar a família, demonstrando seus sentimentos.

Dessa maneira, será mais fácil para a criança lidar com os sentimentos da perda e a fase do luto.

E caso a criança queira ir aos velórios ou enterros leve-a, porém, não force sua ida caso ela não queira.

Assim que crescemos, começamos a entender a morte completamente, mesmo sendo difícil temos que aprender a lidar com o luto.

E aí está o principal problema, o luto.

As fases do luto

Como tratamos a morte como um tabu, é muito difícil lidar com o luto e controlar seus sentimentos.

Todos precisamos expressar nossos sentimentos, se sentir triste ou chorar, mas isso se torna um problema quando prolongado.

O luto pode se transformar em doenças mais sérias como: depressão, luto patológico, crônico, severo e crises de ansiedade.

Normalmente está divido em 5 fases.

1. Negação

A primeira fase do luto é o momento em que a pessoa em questão tenta evitar a realidade.

Tentando evitar falar sobre a morte e acreditando que aquilo foi um engano, ou que parece ser uma espécie de sonho.

2. Raiva

Momento em que a pessoa pensa na “injustiça” do momento, com vários “por quês”, buscando um culpado pela morte.

Normalmente sentindo raiva de si mesmo, pensando que poderia ter feito algo para evitar a morte.

Às vezes essa raiva cai também sobre a família ou nos médicos responsáveis por uma cirurgia de risco, por exemplo.

3. Barganha

Essa fase é comum pelas promessas feitas a divindades em que a pessoa acredita e a si mesmo, prometendo uma mudança.

Mudanças essas que normalmente envolvem ser uma pessoa melhor, mais amorosa, mais próxima a família, até mesmo fazer caridade.

4. Depressão

Nesse estágio a pessoa começa a perceber a falta que o ente querido faz em sua vida.

Por exemplo um viúvo(a), vive sua vida sem seu companheiro e vivencia aquilo que faziam em conjunto, mas, agora sozinho.

Nesse momento é comum o isolamento, a falta de vontade de sair de sua própria casa e melancolia intensa.

5. Aceitação

A última fase do luto, fase em que a pessoa aceita a perda e segue sua vida normalmente.

Apesar de existir a saudade, aquele sentimento da fase da depressão não tem tanta força.

Por que falar sobre a morte?

É importante que desde a infância, a morte seja tratada como realmente é, para evitar os problemas posteriores.

O indivíduo crescerá sabendo como lidar com a morte de forma mais amena e com menos efeitos colaterais.

Você poderá evitar problemas psicológicos e doenças que você nem imagina que poderia ter.

Gostou do nosso conteúdo? Então siga nosso perfil nas redes sociais e compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

NOVO CARTÃO POP SAÚDE

endoscopia pode tomar água

Endoscopia: pode beber água?

Tudo o que você precisa saber para se preparar antes de uma endoscopia Endoscopia: Pode beber água? Pode continuar tomando remédios? Entenda mais sobre o

Leia mais »

Médicos particulares a preços populares

handok

Deixe um comentário