saiba o que é o coronavírus

Você sabe o que é coronavírus de fato? | Cartão POP Saúde

O que é coronavírus: tudo sobre a doença infecciosa que mexeu com o mundo


Na tela do celular, no rádio, na televisão e no jornal impresso. Em todos os meios de comunicação, dos mais tradicionais aos mais modernos, o assunto é o mesmo: o que é coronavírus? Como e onde surgiu? Quais são os sintomas? Como se prevenir?

Pensando em reunir todas as respostas sobre o que é coronavírus em um só lugar, o Cartão POP  preparou este conteúdo. Vale ressaltar, porém, que os dados citados estão de acordo com a data de publicação (30/03/2020).

O que é coronavírus?

Coronavírus é o nome dado a uma família de vírus que têm formato de coroa e causam doenças respiratórias. Eles circulam principalmente entre os animais, como morcegos e roedores. Entretanto, também podem infectar pessoas caso haja uma convivência muito próxima e mutações espontâneas.

O vírus, que começou a circular na China em dezembro de 2019, ganhou o nome oficial de Covid-19 em 11 de fevereiro de 2020, pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Uma pesquisa realizada com 44 mil pessoas aponta que 80% das infecções causadas por essa variação de vírus são leves. Entretanto, indivíduos que possuem mais de 60 anos ou doenças crônicas, cardiovasculares e respiratórias integram o grupo de risco.

Coronavírus: quando surgiu?

A família coronavírus, que possui sete integrantes, incluindo a Covid-19, é conhecida pelos cientistas desde 1960 e já causou outras doenças desde então. Uma delas é a Síndrome da Deficiência Respiratória Aguda Grave (SARS), que infectou cerca de 11 mil  pessoas no mundo todo entre 2002 e 2003.

Já em 2012 foi a vez da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV) se espalhar na Arábia Saudita. A infecção por esse vírus também foi registrada na Coreia do Sul, Catar, Líbano, França, Reino Unido e Estados Unidos. Por circular principalmente no Oriente Médio, estima-se que ele tenha sofrido uma mutação e “pulado” dos dromedários para as pessoas.

Covid-19: uma variação da família corona

A OMS emitiu o primeiro alerta a respeito da doença em 31 de dezembro de 2019, após as autoridades chinesas informarem que uma pneumonia estava se espalhando pela cidade de Wuhan, que possui cerca de 11 milhões de habitantes. Até então, ainda não havia questionamentos sobre o que é coronavírus.

Em janeiro de 2020, os Centros de Controle de Prevenção de Doenças (CDC) concluíram que um grande mercado de frutos do mar, localizado em Wuhan, deu origem às infecções. O local então foi fechado para limpeza e desinfecção. A partir dessa relação, foram levantadas suspeitas de que a infecção tem origem animal.

A comprovação de que os casos de pneumonia decorriam de uma variação do coronavírus se deu em 9 de janeiro de 2020. Nesse mesmo dia, a primeira morte em virtude da Covid-19 foi registrada.

A vítima era um chinês de 61 anos que deu entrada na emergência apresentando dificuldades para respirar e pneumonia grave. O falecimento ocorreu após uma parada cardíaca.

Nessa data, o número de pessoas infectadas chegava a 41 e, até então, já havia um caso confirmado na Tailândia. Entretanto, não demorou muito para o vírus se espalhar para outros continentes.

Covid-19: mapa de contágio

  • Tailândia registrou o primeiro caso em 8 de janeiro;
  • Coreia do Sul e Taiwan registraram o primeiro caso 20 de janeiro;
  • Macau registrou o primeiro caso em 22 de janeiro;
  • Singapura registrou o primeiro caso em 23 de janeiro.

Em março, o número de casos na China passou a diminuir após um período de quarentena. Segundo a Revista Piauí, nas primeiras semanas do mês de março, a cada 20 novos casos, somente um era no país asiático. Em contrapartida, a Itália, que teve o primeiro caso confirmado em 30 de janeiro, decolou no número de pessoas infectadas.

A pandemia, isto é, a disseminação mundial de uma doença, foi decretada pela OMS no dia 11 de março de 2020. Até então, havia 118 mil casos em 114 países e pelo menos 4.291 mortes registradas.

A última pandemia havia sido decretada em razão do surto de H1N1 em 2009, que vitimou cerca de 18 mil pessoas, segundo a OMS. Entretanto, um estudo publicado em 2012 aponta que o número pode ser até 15 vezes mais alto que o anunciado.

O primeiro caso de coronavírus no Brasil foi registrado em 21 de fevereiro de 2020. O paciente de 61 anos, que realizou o teste em São Paulo, fez uma viagem à Itália entre os dias 9 e 21 do mesmo mês. Já a primeira morte foi registrada no dia 17 de março. A vítima tinha 62 anos e sofria de diabetes e hipertensão, mas não tinha histórico de viagens.

Até o dia 30 de março, data em que este conteúdo foi escrito, ao menos 30 mil  óbitos foram registradas no mundo todo. O país com o maior número de mortes é a Itália, o país mais afetado da Europa pela Covid-19, com cerca de 10 mil mortes, seguido da Espanha, com um aproximadamente 8 mil mortes.

No Brasil, o número de infecções confirmadas chega a 4.371 em todos estados com 141 mortos.

Sintomas da Covid-19:

Os sintomas do coronavírus, que são semelhantes aos de uma gripe comum, podem demorar até 14 dias para se manifestarem. O médico só deve ser procurado se o indivíduo apresentar os principais indícios, como febre alta, tosse seca e dificuldade para respirar. A medida deve ser adotada para não afogar os pontos de atendimento e evitar a contaminação.

FEBRE

  • Coronavírus: comum
  • Resfriado: raro
  • Gripe: comum

FADIGA

  • Coronavírus: às vezes
  • Resfriado: às vezes
  • Gripe: comum

TOSSE

  • Coronavírus: comum (seca)
  • Resfriado: leve
  • Gripe: comum (seca)

ESPIRROS

  • Coronavírus: raro
  • Resfriado: comum
  • Gripe: raro

CORIZA

  • Coronavírus: raro
  • Resfriado: comum
  • Gripe: às vezes

DOR DE CABEÇA

  • Coronavírus: às vezes
  • Resfriado: raro
  • Gripe: comum

DOR DE GARGANTA

  • Coronavírus: às vezes
  • Resfriado: comum
  • Gripe: às vezes

FALTA DE AR

  • Coronavírus: às vezes (casos considerados mais graves)
  • Resfriado: raro
  • Gripe: raro

Como se prevenir

Agora que você já sabe o que é coronavírus e quais são os sintomas, é fundamental ter mente as formas de prevenção. Com essa fórmula, é possível ficar por dentro de tudo sobre coronavírus e ajudar a si mesmo e aos outros!

Em primeiro lugar, destaca-se o ato de lavar as mãos com água e sabão por cerca de 20 segundos e usar álcool em gel sempre que possível. Ao tossir e espirrar, o melhor é cobrir o rosto com o cotovelo, que deve ser higienizado logo em seguida.

Além disso, também é importante evitar aglomerações, manter as janelas de casa abertas para que o local fique arejado e não compartilhar objetos pessoais, como toalhas, escovas de dente, pratos, talheres e copos.

Isolamento social

O coronavírus no Brasil fez com que muitas organizações adotassem o regime de home office para contribuir com o isolamento social e a saúde dos colaboradores. As entidades governamentais têm feito apelos para que a população evite sair de casa, adotando medidas para evitar a contaminação.

O Governo do Estado de SP, por exemplo, decretou que shoppings e academias da cidade de São Paulo fechem as portas até o dia 23 março de 2020. Além disso, diversas unidades escolares, tanto as públicas como as particulares, de variados graus, suspenderam as aulas por duas semanas ou mais.

Quarentena

Você sabe o que é quarentena? Diferentemente do isolamento social, a quarentena é uma medida obrigatória para pessoas que testam positivo para o novo coronavírus.

Ela também pode ser uma medida adotada pelas autoridades de uma nação e imposta à sociedade, conforme fez a Argentina no dia 20 de março de 2020, a partir da meia-noite. O governador João Dória fez o mesmo para todo o estado de SP por um período de 15 dias.

Com essa decisão, a população pode circular apenas mediante necessidades extremas, como a ida a farmácias ou supermercados. Os profissionais da área da saúde, de serviços essenciais e da imprensa têm circulação liberada.

Não foi divulgada, até a publicação deste conteúdo, estimativas concretas de quando a Covid-19 será controlado. Até então, as autoridades insistem no isolamento e na quarentena para diminuir o ritmo da contaminação e, consequentemente, para contribuir com a integridade e a saúde da população em âmbito mundial.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

NOVO CARTÃO POP SAÚDE

endoscopia pode tomar água

Endoscopia: pode beber água?

Tudo o que você precisa saber para se preparar antes de uma endoscopia Endoscopia: Pode beber água? Pode continuar tomando remédios? Entenda mais sobre o

Leia mais »

Médicos particulares a preços populares

handok

Deixe um comentário