Onde encontrar plano de saúde mais em conta

Avalie a tabela e descubra qual plano de saúde mais em conta para você 

Saiba como o Cartão POP Saúde pode  ser mais barato que os planos de saúde e mais em conta também. 


Plano de saúde mais em conta  

Um plano de saúde mais em conta é o que as pessoas estão procurando atualmente. 

Porque com tantos reajustes, muitos usuários estão abandonando seus planos atuais e se perguntando “ainda vale a pena arcar com altos custos do plano de saúde ou é melhor guardar o dinheiro para uma eventual emergência?”. 

É um custo alto que na maioria das vezes consome grande parte do orçamento. 

Se você que tem ou já teve um plano de saúde coloque na ponta do lápis o quanto foi gasto até agora com esse plano, será que valeu a pena? Provavelmente não, então foi um dinheiro que poderia ter sido melhor investido. 

Mas como saúde é algo que não se pode medir esforços, continue a leitura e entenda o que pode ser um plano de saúde mais em conta pra você. 

Compare os preços e veja se tem algum plano mais em conta 

Comparamos os mais conhecidos para você ter uma ideia de qual plano mais em conta para você. Confira: 

Plano de saúde Individual 19 a 23 anos  Mensalidade  
Bradesco  R$ 491,17 
Unimed  R$ 417,07 
Transmontano  R$ 217,33 
Amil  R$ 519,83 
Cruz Azul  R$ 269,75 
Sul América  R$ 489,07 

 

Se fizer um cálculo anual utilizando o valor do plano da Amil o seu gasto será de R$ 6.237,96. Com esse valor em mente, você deve analisar a situação e ver se realmente vale a pena. 

Vale a pena lembrar que essa tabela foi feita com base na idade de pessoas entre 19 a 23 anos, entretanto quanto mais velha for a pessoa, mais caro será o plano de saúde.

Problemas que cercam os planos de saúde 

Além de não ter plano de saúde mais em conta, quem se compromete a pagar um plano de saúde caro, ainda tem que estar preparado para diversos problemas como: 

Aumento abusivo por causa da faixa etária 

É bastante comum que, quando os usuários chegam próximo dos 60 anos de idade, eles notam que houve um aumento, na grande maioria das vezes abusivo, na mensalidade do seu plano.

É considerado abusivo pois eles tiram a atenção dos usuários da proibição de discriminação pela cobrança de valores diferentes por conta da idade, como fala no Estatuto do Idoso.

Em situações como esta, de cobrança injusta e abusiva, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) avisa que os segurados dos planos de saúde precisam ficar atentos, essencialmente, aos boletos de pagamento.

Nos boletos dá para identificar se o percentual de reajuste aplicado é igual ou maior ao definido pela ANS e se a cobrança com o índice de reajuste está sendo feita de forma certa, no mês de aniversário do contrato.

Rejeição sem motivos da cobertura de serviços e tratamentos

Esse também é um problema bem comum dos planos de saúde mais em conta. Recusam coberturas que estão no contrato sem esclarecer para o usuário.

Então o usuário que muitas das vezes não tem todas as informações necessárias, acaba aceitando a situação por falta de conhecimento, mas mal sabe que está errado.

Cobrança diferente para empregos ativos e inativos

Essa prática também é comum entre os planos, diferenciar a cobertura dos planos de saúde mais em conta entre empregados ativos e inativos.

Mas, o que muitas pessoas não sabem é que, de acordo com a determinação da ANS, as pessoas que foram demitidas e aposentados, podem manter plano de saúde empresarial com a mesma cobertura que tinha durante o período que estavam trabalhando.

Sem planos de saúde mais em conta, devo recorrer ao SUS?

Com a falta de planos de saúde mais em conta, muitas pessoas ficam à mercê do Sistema Único de Saúde (SUS), mas será que vale a pena?

Você já deve ter visto alguma notícia sobre a situação precária da saúde pública no Brasil. São exames simples que demoram muito, filas e mais filas, falta de médicos especializados, entre outros.

Enfim, para entender melhor conheça alguns os problemas da saúde publicam no Brasil.

Poucos médicos

Além de não ter médicos suficientes para toda a população, eles ainda são maus distribuídos pelo país. De acordo com dados do Conselho Federal de Medicina (CFM) há um médico para cada 470 brasileiros.

No Norte e Nordeste onde a carência é maior, esse número aumenta para 953 pacientes por médico.

Filas de espera enormes para consultas

No Sistema Único de Saúde, esperar praticamente já faz parte do protocolo.

Além disso, depois de marcar a consulta o paciente ainda deve esperar meses para ser atendido. E ainda corre o risco de não ter médicos especializados ou ferramentas necessárias para realizar o exame.

Isto é, terá que remarcar e aguardar todo o tempo de novo, ou pagar os valores absurdos dos planos de saúde.

Falta de leitos

As pessoas que vão para um hospital público, na grande maioria das vezes se deparam com todos os leitos ocupados.

Com os leitos ocupados, o paciente acaba sendo atendido em uma maca nos corredores.

Depender de um serviço dessa qualidade é desumano, e pode aumentar os riscos de complicações, podendo levar até o óbito.

Uma pesquisa feita pelo Datafolha, mostrou que o aumento no número de leitos nos hospitais públicos é a terceira necessidade mais falada pelos entrevistados, em relação aos problemas de saúde pública que necessitam melhorias.

Atendimentos poucos humanizados

A paciente chega no hospital por conta de algum problema de saúde, o que já deixa fragilizado, não só fisicamente mas emocionalmente também. 

É em momentos como esse que entra a humanização, ou seja, com um bom atendimento do profissional da saúde, desde a recepção até a alta do paciente. 

Mas com a grande demanda e com poucos profissionais para atender todos os pacientes, fica complicado realizar um atendimento humanizado. 

Afinal o médico precisa atender o máximo de pacientes possíveis. Isso pode deixar o atendimento ruim e o paciente sair com a sensação de insegurança, pois não ficou nem 10 minutos no consultório médico. 

Demora em atendimentos de emergência

A emergência é um dos postos mais utilizados pela população. Pois muitas das vezes as pessoas só recorrem a um hospital público quando a situação realmente necessita de um atendimento de emergência.

 O atendimento na emergência necessita ser rápido e de qualidade, afinal isso pode ser crucial para salvar uma vida, entretanto não é isso que acontece no SUS.

Não é preciso procurar muito para achar diversas notícias sobre pacientes que precisaram esperar várias horas para receber um atendimento de emergência ou pelo menos ser encaminhado para alguma unidade especializada.

Alto número de mortes

Com uma administração ruim, falta de profissionais, falta de leitos e problemas no atendimento entre outras coisas, o resultado só poderia ser esse, crescimento do número de mortes.

Mas enfim, depois desses diversos problemas que a Saúde Pública apresenta, fica difícil depender dela, realmente só for a única opção.

Mas se não tem plano de saúde mais em conta e a Saúde Pública no brasil não funciona, o que fazer?

Continue a leitura para conhecer o Cartão POP Saúde, além de ajudar você a sair desse impasse entre plano de saúde e Sistema Único de Saúde, também vai ajudá-lo a economizar e garantir uma melhor qualidade de vida.

Cartão POP Saúde: melhor do que plano de saúde mais em conta 

Analisando a tabela acima deu para perceber que plano de saúde mais conta está difícil de encontrar, mas temos uma alternativa para vocêo Cartão POP Saúde. 

Melhor do que plano de saúde e mais em conta, o Cartão POP Saúde é a alternativa que diversas pessoas estão utilizando para economizar sem perder a qualidade de vida. 

O que é e como faz para utilizar o Cartão POP Saúde? 

O Cartão POP Saúde é um cartão virtual de desconto que diversas pessoas estão utilizando para gastarem menos em serviços de saúde.  

Para fazer e utilizar o Cartão POP Saúde é bem fácil, acesse o site, baixe o aplicativo no celular, faça seu cadastro e pague a mensalidade de R$ 20 e pronto.  

Depois disso você já terá acesso a serviços melhores que dos planos de saúde e mais em conta. 

Cartão POP Saúde oferece descontos em outras coisas também, como serviços odontológicos, medicamentos e farmácias populares, cinema, academia, hotéis, viagens e muito mais.

4 Diferenças entre o Cartão POP Saúde e os Planos de Saúde

1- Cobrança

Planos de saúde: Mesmo nos planos de saúde mais em conta, o cliente paga todo mês um determinado valor. E dependendo do tipo de serviço contratado, o usuário precisará arcar com valores de consulta, exames entre outros serviços. 

Isso também é conhecido como coparticipação, ou seja, além da mensalidade, você paga também por cada exame e consulta. 

Além disso, todo ano há um reajuste na mensalidade, outra coisa que vai pesando no bolso do consumidor.   

Cartão POP Saúde: Por outro lado no caso do Cartão POP Saúde, o cliente vai gastar um valor mensal bem menor do que os cobrados pelos planos de saúde mais em conta. 

O valor da mensalidade é de apenas R$ 20,então com apenas isso o titular e seus dependentesconseguem utilizar os descontos do Cartão POP Saúde. 

A consulta não está inclusa no valor e nem tem coparticipação, mas sim um valor bem menor se comparado com os gastos de um plano de saúde mais em conta. 

O papel do Cartão POP Saúde é disponibilizar acesso rápido a profissionais ou medicamentos, com melhor qualidade e preços que cabem no bolso do consumidor. 

2- Oferta

Plano de saúde: Como foi falado anteriormente está difícil encontrar um plano de saúde mais em conta, isso porque as ofertas disponíveis estão cada vez menores e mais caras. 

Grande maioria das contratações ocorrem em grupos ou através da empresa. 

E ainda conta com um contrato cheio de cláusulas que verificam desde doenças pré-existentes até teto de cobertura, os reajustes entre outras questões. 

Cartão POP Saúde: Entretanto, a contratação do Cartão POP Saúde é bem simplifica, e pode ser feita em poucos minutos.  

Acesse o site ou o aplicativo e faça o cadastro com suas informações básicas e dos dependentes, pague a mensalidade e pronto. 

Terá acesso a uma série de produtos, profissionais e serviços os quais vai ter descontos. 

3- Agilidade nos Serviços 

Plano de saúde: Existem alguns planos de saúde que possuem estrutura própria 

Entretanto, na maioria das vezes os pacientes precisam esperar para que possam ser atendidos caso seu contrato com o plano de saúde tenha tempo de carência. 

Cartão POP Saúde:Por outro lado, no Cartão POP Saúde é bem mais simples, bastar acessar o aplicativo, entrar em contato com a rede credenciada e marcar sua consulta. 

Tudo através do aplicativo, sem tempo de carência, e sem a necessidade de sair do conforto de casa. 

Além disso, o aplicativo vai ajudar a encontrar o local mais próximo da sua casa, basta ligar a localização do seu celular. 

Caso você more em uma área mais remota, ou não tenha meio de transporte para ir até o local da consulta, através do aplicativo também e possível solicitar a visita de um médico para sua residência. 

4- Adesão e cancelamento

Planos de saúde: Já é difícil de encontrar um plano de saúde mais em conta, mas tanto a adesão ou cancelamento é mais difícil ainda. 

Esses processos nos planos de saúde são bem burocráticos, com contratos elaborados e  diversas cláusulas. Então precisam ser bem avaliados para evitar complicações futuras, como por exemplo multas por fim de contrato. 

Cartão POP Saúde: Entretanto, para fazer o cancelamento basta deixar de pagar a mensalidade, sem burocracia e nem multa. 

Depois de ler esse conteúdo ficou, deu para entender que o Cartão POP Saúde veio para ajudar as pessoas.

Aquelas que desejam um atendimento médico de qualidade, mas não querem depender do SUS e muito menos pagarem os altos valores dos planos de saúde. 

Enfim, se interessou? Então clique aqui e faça agora o seu Cartão POP Saúde! 

O que achou do conteúdo? Deixe seu comentário aqui embaixo e não esqueça de curtir compartilhar em suas redes sociais! 

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

NOVO CARTÃO POP SAÚDE

endoscopia pode tomar água

Endoscopia: pode beber água?

Tudo o que você precisa saber para se preparar antes de uma endoscopia Endoscopia: Pode beber água? Pode continuar tomando remédios? Entenda mais sobre o

Leia mais »

Médicos particulares a preços populares

handok

Deixe um comentário